SP volta para fase vermelha em todas as regiões com piora da pandemia

Estado de SP volta para fase vermelha com piora da pandemia

O Governador João Doria confirmou nesta quarta-feira (3) que todos os 645 municípios do Estado regridem para a fase vermelha do Plano São Paulo a partir deste sábado (6).

A etapa mais rigorosa de restrição de mobilidade urbana e serviços não essenciais fica em vigor até o próximo dia 19 devido ao aumento alarmante de casos, internações e mortes causadas pelo coronavírus.

A decisão do Governo do Estado referenda a recomendação de especialistas do Centro de Contingência do coronavírus e já havia sido alinhada em videoconferência entre Doria e 618 Prefeitos e Prefeitas no final da tarde da última terça (3).

Autoridades estaduais e municipais decidiram reforçar ainda mais as ações conjuntas ante o agravamento sem precedentes da pandemia.

De acordo com o Plano SP, a fase vermelha só permite funcionamento normal de serviços essenciais como:

  • indústrias,
  • escolas,
  • bancos,
  • lotéricas,
  • serviços de saúde e de segurança públicos e privados,
  • construção civil,
  • farmácias,
  • mercados,
  • padarias,
  • lojas de conveniência,
  • feiras livres,
  • bancas de jornal,
  • postos de combustíveis,
  • lavanderias,
  • hotelaria;
  • transporte público ou por aplicativo, entre outros.

Já os comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e pedidos por telefone ou internet.

Academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, lojas de rua, concessionárias, escritórios e parques deverão ficar totalmente fechados ao público.

As Prefeituras também podem impor medidas ainda mais restritivas devido à gravidade dos indicadores locais de epidemiologia e capacidade hospitalar, como já ocorre em diversos municípios no interior e região metropolitana da capital.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!