lacre galao agua

Galões de água mineral ganham selo de qualidade

Desde 1º de janeiro, se tornou obrigatório por lei no estado de São Paulo um selo de procedência nos galões de água. Para indicar controle e procedência do produto.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Águas Minerais, a Abinam, o selo não vai impactar no preço da água.

As empresas precisam se adequar à lei. Caso contrário, para cada recipiente flagrado sem o selo, multa de 4 unidades fiscais do estado de São Paulo. Cada Ufesp vale 29 reais e 9 centavos. Ou seja, a multa seria de 116 reais e 36 centavos.

De acordo com a Abinam, janeiro foi um mês de transição e adaptação. A multa passa a valer em fevereiro. A associação quer que a legislação seja adotada em todo o Brasil.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!