cestas-governo

Governo inicia distribuição de 48 mil cestas básicas na região.

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo iniciou a distribuição das cestas do projeto ‘alimento solidário’ na região de Sorocaba. Ao todo serão mais de 48 mil cestas mensais entregues a 27 municípios da região metropolitana.

Até o momento, já foram entregues ao todo 1,8 mil cestas ao município de piedade. Na sequência, será a vez das demais 26 cidades: Sarapuí, Araçoiaba da Serra, Cerquilho, Jumirim, Itapetininga, Tatuí, Salto de Pirapora, Capela do Alto, Iperó, São Miguel Arcanjo, Pilar do Sul, Tapiraí, Cesário Lange, Alambari, Ibiúna, Votorantim, São Roque, Araçariguama, Mairinque, Sorocaba, Itu, Salto, Boituva, Porto Feliz, Tietê e Alumínio.

“É fundamental nos mantermos vigilantes e acessíveis, ainda mais no atual momento, para atingirmos nosso objetivo de garantir a proteção social da população em extrema vulnerabilidade, visando salvar o máximo de vidas”, afirma Célia Parnes, secretária de desenvolvimento social do Estado de São Paulo.

“E, por exemplo, além do grande adensamento populacional, a região metropolitana de Sorocaba abrange diversas cidades com o IDH-M abaixo da média do Estado, o que reforça a preocupação do governo com a região, ao incluí-la nesta ação”, complementa a secretária.

Vale lembrar que as entregas serão realizadas pelas prefeituras às famílias cadastradas até março de 2020, no cadúnico (cadastro federal oficial para inclusão em programas de assistência social e transferências de renda), com renda de até R$ 89,00 per capita mensal. Para receber a cesta, o beneficiário deverá apresentar o documento original (rg, cnh ou carteira de trabalho) e o número de identificação social (NIS).

Com um investimento de R$ 110 milhões, o projeto ‘alimento solidário’ é o maior de segurança alimentar do país, cuja distribuição de 1 milhão de cestas beneficiarão 4 milhões de pessoas mensalmente no estado de são paulo.

As cestas, elaboradas em parceria com a equipe de nutricionistas do Hospital Israelita Albert Einstein, contêm diversas fontes de proteínas (feijão, leite em pó, sardinha, linguiça e ervilha), além de produtos como arroz, farinha, macarrão e biscoitos, entre outros itens suficientes para a alimentação de uma família de quatro pessoas por um mês.

Durante o período da pandemia do coronavírus, o Governo do Estado de São Paulo já anunciou diversas medidas de proteção à população em vulnerabilidade social, inclusive de segurança alimentar. Entre elas estão, por exemplo, o acréscimo de jantares em todos os restaurantes Bom Prato, Merenda em Casa e a ampliação do Vivaleite para os abrigos de idosos de todo o Estado.

1 Comentário

    Avatar
  • Gostaria de saber como faço pra receber uma cesta basica

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!