coronavirus-home-office-quarentena

Home office pode gerar problemas na coluna.

O novo coronavírus (covid-19) mudou a rotina de milhões de pessoas. A pandemia obrigou boa parte da população a praticar o isolamento social. Nas ruas, só se encontram pessoas que precisam sair por necessidades básicas, ou aquelas que exercem funções essenciais e não podem interromper seus trabalhos.

Assim, para muitos, a realidade atual é o trabalho em casa, o conhecido home office. Essa solução, que já vinha ganhando cada vez mais adeptos em razão da revolução digital, pode, contudo, provocar prejuízos à saúde da coluna, isto se não observados os devidos cuidados com a postura adequada.

Em casa, é comum que as pessoas acabem ficando mais relaxadas. Esta desatenção pode ocasionar problemas na coluna e incômodos.

“Normalmente, as primeiras dores são musculares. O organismo reage quando você permanece em uma postura errada, ou quando muda a curva da coluna. Essa reação vem com dores na musculatura, nos ligamentos próximos e, depois, pode ir se irradiando e evoluir bastante, até se tornar uma patologia mais grave”, explica dr. Mauricio Mod, médico ortopedista. O desconforto pode aumentar dependendo do tempo que a pessoa passa sem corrigir a postura.

No mundo tecnológico em que vivemos, é quase impossível não utilizar nenhum dispositivo eletrônico. Independentemente para que sejam usados, esses aparelhos estão por toda parte.

“O grande desafio é que os dispositivos nos levam a cometer erros de postura, seja ao usar o celular, tablet ou computador. Se a tensão vai aumentando, as pessoas tendem a se aproximar ainda mais das telas, o que muda a postura, aumentando o ângulo da região lombar e causando prejuízos. Por exemplo, o celular deve ser levantando e trazido até a altura dos olhos, para que não seja necessário inclinar o pescoço. Este é um hábito simples que devemos criar para não prejudicar a coluna”, esclarece o especialista.

Dr. Mauricio também indica qual é a maneira adequada de se sentar em frente ao computador, sem comprometer a coluna.

“Devemos, sempre, manter a distância de, pelo menos, um braço do monitor, apoiando a coluna totalmente encostada na cadeira, para que não haja cansaço muscular. Os pés devem estar completamente apoiados no chão em um ângulo de 90°, para que não exista compressão em nenhuma parte vascular”, orienta.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!