secretarios-de-ipero

Iperó registra morte suspeita de coronavírus.

Iperó registrou nesta quinta-feira (2), a primeira morte suspeita de coronavírus da cidade. Trata-se de um idoso de 82 anos, que sofria com problemas cardíacos e estava internado desde 20 de março.

Durante o velório, os parentes quiseram abrir o caixão, que estaria lacrado por conta da suspeita da doença.

Por nota, a prefeitura de Iperó informou que os velórios que são realizados na cidade seguem as recomendações do Governo do Estado e órgãos de saúde. São realizados com duração máxima de duas horas e orientando as famílias a manter o menor número de pessoas no local. O espaço é higienizado com a devida frequência para garantir a saúde das pessoas, conforme as orientações para o serviço.

No caso desta quinta-feira, seguindo as recomendações de higiene sanitária, a família e o serviço funerário foram orientados sobre os procedimentos que deveriam ser observados, conforme já vem ocorrendo em outros municípios. As orientações foram realizadas porque o falecido ao realizar o exame para covid-19 automaticamente é caracaterizado como suspeito e, conforme é recomendado pela secretaria estadual de saúde, os caixões nessa situação também não podem ser abertos dada a indefinição da situação.

Infelizmente, não foram seguidas as orientações e, dado o momento de perda de um ente querido, acabaram realizando a abertura do caixão. A prefeitura esclarece, no entanto, que o caixão foi lacrado novamente e o sepultamento ocorreu após duas horas de duração do velório, como estava inicialmente previsto.

Outras cidades

Em Votorantim, a prefeitura notificou o terceiro caso suspeito de coronavírus da cidade. Trata-se de uma pessoa de 65 anos, com comorbidades e estava internada desde 28 de março.

Pereiras registrou o primeiro caso de morte suspeita e em Sorocaba o número de mortes suspeitas subiu para 10.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!