mascaras

Máscaras de mergulho são adaptadas para ajudar no combate à covid-19

Um professor da FATEC de Sorocaba teve uma ideia e conseguiu colocar em prática: adaptar máscaras de mergulho no combate à covid 19. O equipamento é usado em pacientes que se recuperam da doença.

É só fazer uma pequena mudança e a máscara de mergulho ganha uma nova função: um equipamento de ventilação para pacientes infectados pelo novo coronavírus o tubo respirador que vem na máscara é trocado por uma válvula feita em impressora 3D que é encaixada em ventiladores mecânicos.

O professor de Sistemas Biomédicos, Élvio Aranha, explica que a tecnologia para adaptação veio da Itália. Élvio se interessou e teve a iniciativa de começar a produção. Para isso teve ajuda de uma empresa de Sorocaba que fez a impressão da peça que era necessária, mas durante o caminho, o professor percebeu que não estava sozinho.

Encontrou outras pessoas com vontade de fazer o bem e que já estavam desenvolvendo os equipamentos e se juntou a eles. São profissionais voluntários de várias especialidades no Estado de São Paulo com o mesmo objetivo.

Cerca de duas mil e quinhentas máscaras já foram produzidas e distribuídas para hospitais da rede pública do país. A ideia é ampliar e oferecer ainda mais equipamentos.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!