basilio

Ministério da Saúde muda regras de isolamento para covid-19

O isolamento de casos leves e moderados de Covid-19 tem um novo prazo estabelecido pelo Ministério da Saúde. A partir desta segunda-feira (10), o isolamento deverá ser feito por 7 dias, desde que não apresente sintomas respiratórios e febre, há pelo menos 24 horas e sem o uso de antitérmicos.

Aqueles que realizarem testagem (RT-PCR ou teste rápido de antígeno) para Covid-19 com resultado negativo no 5º dia, poderão sair do isolamento, antes do prazo de 7 dias, desde que não apresente sintomas respiratórios e febre, há pelo menos 24 horas, e sem o uso de antitérmicos. Se o resultado for positivo, é necessário permanecer em isolamento por 10 dias a contar do início dos sintomas.

Para aqueles que no 7º dia ainda apresentem sintomas, é obrigatória a realização da testagem. Caso o resultado seja negativo, a pessoa deverá aguardar 24 horas sem sintomas respiratórios e febre, e sem o uso de antitérmico, para sair do isolamento.

Com o diagnóstico positivo, deverá ser mantido o isolamento por pelo menos 10 dias contados a partir do início dos sintomas, sendo liberado do isolamento desde que não apresente sintomas respiratórios e febre, e sem o uso de antitérmico, há pelo menos 24h.

Para aqueles que não realizaram a testagem até o 10º dia, mas estiverem sem sintomas respiratórios e febre, e sem o uso de antitérmico, há pelo menos 24 horas, poderá sair do isolamento ao fim do 10º dia. O entendimento de isolamento é a separação de indivíduos infectados dos não infectados durante o período de transmissibilidade da doença. É nesse prazo que é possível transmitir o vírus em condições de infectar outra pessoa.

Para todos os casos em que o isolamento for encerrado no 5º ou no 7º dia, as pessoas devem manter as medidas adicionais até o 10º dia, como manter o uso de máscaras, higienizar as mãos, evitar contato com pessoas imunocomprometidas ou que possuam fatores de risco para agravamento da Covid-19.

Taxa de ocupação dos leitos covid Sorocaba

No censo diário de leitos da covid-19 desta segunda-feira (10), no hospital estadual Adib Jatene, os 10 leitos de uti covid (unidade de terapia intensiva) encontram-se em 40% ocupação. O único leito clínico covid deste hospital está ocupado.

A Santa Casa está com 90% de ocupação nos leitos clínicos covid, ou seja, dos 10 existentes, nove possuem pacientes. A ocupação de uti covid da Santa Casa é de 75%, o que representa 15 leitos ocupados dos 20 contratados.

Dos seis leitos clínicos covid do Gpaci, três estão ocupados. O hospital Amhemed possui 15 leitos clínicos covid pactuados e quatro estão ocupados. Já a UTI do mesmo hospital possui dois leitos ocupados do total de quatro.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!