policia ambiental

Operação para evitar pesca na piracema

A Polícia Militar ambiental tem realizado várias operações para evitar a pesca predatória na piracema, período de reprodução dos peixes.

As ações contam com 603 policiais militares ambientais em 294 viaturas, terrestres e náuticas, dos batalhões de polícia ambiental.

A piracema no Estado de São Paulo é disciplinada por duas normas que restringem a pesca nos rios, lagos, lagoas, represas, etc. Seu principal objetivo é garantir a reprodução dos peixes nativos.

A Polícia Militar ambiental, preventivamente, por meio de suas redes sociais orienta os pescadores sobre as regras e restrições, que também podem ser acessadas no seguinte endereço: policiamilitar.sp.gov.br/unidades/ambiental/piracema. A piracema seque até o fim de fevereiro.

O principal foco da operação é a prevenção, com a presença da Polícia Militar ambiental nos locais onde a pesca é proibida, bem como nas fontes de consumo com a fiscalização dos estoques pesqueiros.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!