dra thais

Planejamento familiar e gestação não planejada

O dia mundial da contracepção é comemorado neste sábado, 26 de setembro. Uma gravidez não planejada pode ter consequências negativas, principalmente quando acontece na adolescência.

Ao engravidar, a adolescente pode ter o seu presente e futuro totalmente alterados. As perspectivas de continuar sua educação diminuem e as oportunidades de ter um emprego também reduzem, fortalecendo assim um ciclo de pobreza, desigualdade e exclusão.



Por esses e outros motivos este assunto é tão importante. Então, a TV Sorocaba SBT realizou uma Live com a Dra. Thais Ushikusa, da Bayer, para tirar dúvidas sobre a saúde da mulher.

Com o tema “Planejamento familiar e gestação não planejada” o encontro serviu para esclarecer dúvidas de telespectadoras que enviaram perguntas. 

Entre os temas métodos contraceptivos como os naturais:

  • Coito interrompido, tabelinha, temperatura – altas taxas de falha!
  • Barreira: camisinha masculina e feminina – únicos com dupla proteção (gravidez e IST), porém possuem taxas de falha mais alta do que dos métodos não naturais.
  • Métodos reversíveis de curta duração: pílulas combinadas, pílulas só de progesterona, injetável mensal ou trimestral, adesivo e anel vaginal.
  • Métodos reversíveis de longa ação (Larcs): Diu, Siu e implantes.
  • Métodos irreversíveis: laqueadura e vasectomia.
  • Diu de cobre e Dius hormonais ou Sius.

Os reflexos e as consequências da gestação não planejada também foram abordados. 

Cerca de 30% das adolescentes engravidam no primeiro ano pós-parto, e entre 25% e 50%, no segundo ano pós-parto, tornando ainda mais difícil a reintegração da mãe à escola e ao mercado de trabalho.

Pesquisa do Banco Mundial mostra que cada ano adicional de ensino secundário de uma menina aumenta sua renda potencial futura entre 15% e 25%.

Complicações durante a gravidez e o parto são consideradas a segunda maior causa mundial de mortalidade de adolescentes entre 15 e 19 anos.

incidência de mortalidade infantil é, em média, quatro vezes maior, quando comparada à de mães com idade acima de 20 anos.   

A Dra. Thaís participou também ao vivo, no Manchetes Noticidade antes da Live. A entrevista pode ser acompanhada no vídeo abaixo.

Código: PP-MIR-BR-0346-1 

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!