Pronto atendimento de Mairinque está em greve

Pronto atendimento de Mairinque está em greve

O único pronto-atendimento municipal de Mairinque está atendendo só casos de urgência e emergência. Isso porque, desde quinta-feira (14), cerca de 60 funcionários estão de greve pelo não recebimento de salários.

Segundo o sindicato dos empregados em estabelecimentos de serviço de saúde de Sorocaba e região, a unidade está operando com 30% dos colaboradores. Enfermeiros, pessoal da limpeza, administrativo e da manutenção aderiram à greve. Normalmente, em torno de 200 atendimentos são feitos por dia.



De acordo com o sindicato da categoria, cerca de 60 servidores da saúde fizeram a paralisação por conta do atraso nos pagamentos dos funcionários. O atendimento não foi interrompido, de acordo com o sindicato. O PA segue funcionando com 30% dos funcionários atendendo a população. O pronto atendimento de Mairinque é administrado pelo instituto Cisne.

Em nota, a prefeitura de Mairinque lamentou o ocorrido e informou que o contrato com o instituto cisne foi assinado na gestão passada e é alvo de investigações pelo ministério público e o tribunal de contas, assim impossibilitando a gestão atual de fazer os repasses financeiros. A prefeitura informa ainda, que já abriu processo licitatório para contratação de uma nova empresa e que os casos que não forem de urgência ou emergência, serão atendidos na rede básica de saúde, nas unidades localizadas nos bairros. Já o ministério público informou que não houve qualquer determinação para suspensão de repasses à cisne.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!