Vazão da represa de Itupararanga é reduzida

Vazão da represa de Itupararanga é reduzida

Uma nova redução da vazão do reservatório de Itupararanga foi realizada. Segundo o vice-presidente do comitê da bacia hidrográfica do rio Sorocaba e médio tietê, Wendell Rodrigues Wanderley, foi realizada uma reunião na segunda-feira (22) para tratar deste assunto.

Na reunião, foi definida que a vazão deve passar de 2,75 metros cúbicos por segundo para 2,5. Essa redução já está em vigor e começou na terça-feira (23). A redução é de 2,75 metros cúbicos por segundo para 2,5 metros cúbicos por segundo – um metro cúbico é igual a 1000 litros, então a redução é de menos 250 litros por segundo saindo do reservatório.

Ainda conforme o vice-presidente, o principal efeito é no rio Sorocaba. Diminuindo a quantidade de água no rio, pode ocorrer episódios de mau cheiro ou até mortandade de peixes e redução da qualidade de água para a captação para a população, principalmente Sorocaba e Votorantim.

Além disso é um indicador que a quantidade de água no reservatório está em um mínimo operacional, portanto há a possibilidade de falta de água para o abastecimento. Por esta razão o comitê de bacia tem insistido com os agentes públicos dos municípios que adote medidas urgentes de restrição de consumo, principalmente para aqueles usos não essências.

O objetivo da redução também é conservar água no reservatório para usos futuros e tentar evitar a falta de água para todos os municípios que dependem do recurso.

Por nota, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Sorocaba informou que tem conseguido captar o volume de água necessário para o abastecimento do município, sem a necessidade de medidas de restrição, e continua monitorando diariamente os níveis dos mananciais.

As captações de água para o abastecimento do município também são realizadas nos reservatórios Ferraz/Castelinho, Ipaneminha e Itupararanga, além de em poços artesianos. A definição pela adoção de medidas mais restritivas no suprimento, como, por exemplo, o rodízio, caso necessário, será feita em conjunto com todos os municípios que se utilizam da represa de Itupararanga, conforme reuniões periódicas que estão sendo feitas pelo Grupo de Trabalho do Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Sorocaba e Médio Tietê (CBH-SMT) e pelo grupo de prefeitos da região.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!